Os principais problemas com motoboys nos estabelecimentos Deliveries e como resolvê-los

Quem é dono de estabelecimento delivery sabe o quanto a logística das entregas pode ser desafiadora. Problemas com os entregadores podem ser frequentes, principalmente se a estrutura da sua operação tiver pouca organização. Abaixo, listamos os problemas mais comuns e como você pode resolvê-los, vamos nessa? 

Riscos trabalhistas

Se você tem pouco volume de entregas e por isso não precisa de muitos entregadores para sua demanda, contratar um motoboy autônomo e não registrá-lo pode parecer uma excelente ideia para economizar na logística – mas não é! Este modelo de trabalho oferece riscos trabalhistas ao seu negócio, porque este entregador estará se reportando diretamente à você, muitas vezes presta serviço todos os dias e isso já pode ser caracterizado como vínculo empregatício. Se acontecer qualquer acidente com o entregador, você será penalizado por isso e o entregador também pode entrar na justiça clamando por direitos trabalhistas. 

Neste caso, o ideal é que você contrate uma empresa de motoboys local que se comprometa com as entregas do seu estabelecimento. Dessa forma, você conseguirá suprir a demanda de entregas do seu negócio sem deixar de lado a qualidade do serviço prestado ao cliente final. A Foody Delivery possui vários parceiros de entrega em diversas cidades do Brasil. Se a sua opção ainda for obter minimamente o controle da logística mas ainda não tem um volume grande, você pode dividir o serviço de vários motoboys autônomos com outros restaurantes próximos ao seu, em uma central de entregas da Foody Delivery por exemplo. Dessa forma, os motoboys têm a escolha de aceitar ou recusar as solicitações e ainda prestar o serviço para vários estabelecimentos, dentro desta central. Isso ajuda a não caracterizar vínculo empregatício. 

Agora se você pretende ter um motoboy ou uma frota alocada somente para o seu negócio, o ideal é que você registre-o como funcionário para evitar problemas futuros. O vínculo empregatício se dá por conta de alguns fatores como: controle da agenda do funcionário ou quando ele se reporta diretamente a você. Por isso, é importante que você regularize a situação para evitar ou até mesmo se proteger de processos trabalhistas.Se você precisar de mais informações, dê uma olhada nessa entrevista que a Foody fez com uma advogada trabalhista sobre este tema. 

Neste modelo de logística, é preciso ter um bom nível de organização para otimizar a operação, do contrário, pode se tornar um transtorno ainda maior. A Foody Delivery tem um sistema perfeito para automatizar todo processo de logística de estabelecimentos Delivery com frota própria

Baixas avaliações no iFood causada por entregas ruins

O entregador tem o mesmo papel de um atendente de mesa – entregar a comida com qualidade ao cliente final. Por isso, cuidado com a ideia de querer se livrar de uma dor de cabeça ao optar pela logística das plataformas full services como iFood, ubereats etc. Alguns entregadores não tem compromisso com a qualidade do serviço e sim com a quantidade de entregas que fazem no dia. Por isso, quando ocorre algum problema, é muito complicado obter suporte destas plataformas e a responsabilidade acaba sendo do restaurante, que precisa corresponder à expectativa do cliente. Atrasos, pedido revirado na embalagem, entregador que sumiu com a comida são as reclamações mais frequentes e no final das contas, o cliente deixa de pedir no restaurante e não na plataforma.  

A melhor solução para isso é: você pode continuar utilizando o marketplace para vender mais e conseguir novos clientes e terceirizar a sua logística com empresas de entregas locais, que terão mais compromisso com o seu negócio. Geralmente sai mais barato e a qualidade do serviço será melhor!

Você não consegue reter os motoboys

Este é um drama frequente de donos de Delivery com frota própria de entregadores. Alguns motivos podem ser a causa deste transtorno, como: 

A sua logística é desorganizada e não automatizada

Com o fenômeno das plataformas de Delivery, o motoboy tem muitas opções de trabalho com facilidades como aceitar uma entrega ou não e trabalhar em horários flexíveis, fora a facilidade de uso dos aplicativos. Por isso, quando ele se depara com um estabelecimento onde tudo é uma bagunça, não tem aplicativo e nem uma boa demanda de corridas – você corre um sério risco de ficar sem motoboys! 

Você está pagando pouco!

Não me entenda mal, mas esse é um fator muito importante para o entregador (e para qualquer outro trabalhador). A mentalidade é fazer o dia valer a pena. Se você não é um bom gerador de entregas e está pagando pouco, ele com certeza vai procurar outras opções mais rentáveis. 

Quando você automatiza seu processo de logística e isso para de ser um impasse para seu crescimento, seu negócio começa a escalar e se tornar um excelente gerador de entregas para os motoboys. Para isso, implemente a tecnologia e ofereça uma plataforma simples e fácil de usar para o seu motoboy. 

Você nunca sabe onde está o motoboy

Sabe quando o cliente liga perguntando onde está o pedido e você não sabe dizer? Este é um claro sinal de que sua logística está desorganizada. Para resolver o problema, é necessário que você tenha um sistema capaz de monitorar os motoboys. Dessa forma, quando um cliente ligar, você conseguirá dar um feedback claro sobre o pedido e consequentemente o cliente não ficará frustrado. 

Brigas frequentes entre os motoboys por entregas

Os motoboys não devem ser responsáveis por escolher quais entregas irão realizar. Neste caso você tem duas opções: contratar uma pessoa responsável por distribuir as entregas e roteirizar de maneira justa e transparente ou aderir a um sistema que faça isso automaticamente por você. 

Como eu sempre gosto de repetir “Não adianta você ter a melhor pizza da cidade se ela chega de qualquer jeito para seu cliente com duas horas de atraso.” você acabou de perder esse cliente. Por isso, não negligencie a logística do seu Delivery, pois sem ela você não consegue escalar o seu negócio. 

A Foody Delivery tem soluções para todos os modelos de logística. Entre em contato para saber mais! 

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.