Como vender no iFood: o guia completo

Neste guia você vai saber o passo a passo de como cadastrar seu restaurante no iFood, as vantagens e desvantagens desta plataforma e também o maior erro de quem começa a vender no iFood.

O que é o iFood?

O iFood é uma praça de alimentação online. Você provavelmente conhece o termo praça de alimentação para um conglomerado de restaurantes dentro de um mesmo espaço, como por exemplo, shopping.

O que o iFood e outros aplicativos fizeram foi trazer este conceito para o mundo online. Basicamente o cliente acessa um site ou aplicativo que permite encontrar restaurantes que fazem delivery na sua região.

O iFood apesar de ser o maior e mais conhecido não é o único. No meu restaurante em São Paulo por exemplo, utilizávamos 3 diferentes sistemas. Eram eles: Hello Food, Pedidos Já e iFood.

O Hello Food, por exemplo, já não existe mais pois foi comprado pelo iFood, mas o PedidosJá continua funcionando e também é um grande player deste mercado.

O que eu preciso para cadastrar meu restaurante?

O seu restaurante precisa:

  1. Ter CNPJ.
  2. Ter um computador Windows com acesso à internet.
  3. Ter equipe própria de motoboys.

Uma vez que o seu restaurante atende aos requisitos acima, você deve fazer o cadastro através do site do iFood, segue abaixo o link para o cadastro:

https://restaurante.ifood.delivery/

O cadastro vai pedir informações básicas do seu restaurante como nome, endereço, reponsável, tipo de cozinha e etc. Se preferir falar com alguém por telefone ou whatsapp para fazer o cadastro, eles disponibilizam um número que você encontra no link acima.

O cadastro pelo site é só a primeira fase. Depois que você enviar as informações do seu restaurante para o iFood, eles vão analisar e se estiver tudo certo, vão entrar em contato com você para completar o processo.

O próximo passo é fechar contrato com eles (vamos falar mais sobre isso mais adiante) e a equipe técnica do iFood vai instalar o sistema deles em algum computador do seu restaurante.

Este sistema se chama iConnect e é ele que você vai usar para receber seus pedidos.

Como funciona na prática?

Uma vez que o cadastro está completo e o iConnect instalado no seu restaurante, você já pode começar a receber os pedidos.

Então toda vez que um cliente encontrar seu restaurante pelo aplicativo ou site do iFood e fazer um pedido, este pedido chega para o seu restaurante através do iConnect.

Quando um pedido chega, você tem 4 minutos para confirmá-lo, caso contrário ele será automaticamente cancelado.

Um ponto interessante aqui é que o iFood tem uma equipe que fica monitorando os pedidos, então quando um pedido chega no seu restaurante e você não confirma, depois de 1 ou 2 minutos o pessoal do iFood geralmente liga no seu restaurante para saber o que está acontecendo.

Portal do Parceiro (Extranet do iFood)

Basicamente, o iConnect é um sistema apenas para receber os pedidos do iFood. Porém, existe uma série de outras coisas do seu restaurante que você precisa gerenciar no iFood.

Para isso existe a Extranet do iFood, que você acessa através do link:

https://extranet.ifood.com.br/

Pela extranet, você pode:

  1. Alterar seu horário de funcionamento.
  2. Configurar as formas de pagamento que o seu restaurante recebe.
  3. Entrar com as informações sobre o seu cardápio e preços.
  4. Criar promoções para seus clientes que usam o iFood.
  5. Alterar o tempo de entrega.
  6. Ver uma série de relatórios que o iFood fornece.
  7. Informar que seu restaurante não está mais recebendo pedidos.

Mas realmente vale a pena?

Sim, vale a pena. Posso dizer que no meu restaurante, 40% a 50% do meu faturamento vinha de aplicativos como o iFood.

Hoje há uma gigantesca concorrência entre restaurantes e usar diferentes canais de venda é uma boa estratégia para manter seu restaurante competitivo. Se você ainda não está no iFood, provavelmente você está perdendo vendas.

Outro ponto é que atualmente todo mundo tem um smartphone. Então muitos clientes já se habituaram a pedir comida delivery somente através de aplicativos, pois não querem ligar e explicar o pedido, passar endereço etc, quando eles, simplesmente, podem fazer isso em poucos minutos pelo aplicativo.

O maior de erro de quem começa no iFood

Agora vou dizer algo que você precisa tomar bastante cuidado quando cadastrar seu restaurante no iFood.

Vender e não conseguir entregar é a maneira mais rápida de perder clientes e levar seu restaurante a falência.

Eu explico porque, o iFood realmente funciona então quando você começar receber até 50% a mais de pedidos por dia, talvez o seu restaurante não esteja preparado pra isso.

Se você não gerenciar suas entregas e motoboys de uma forma bem eficiente e organizada, certamente seu restaurante vai se tornar uma bagunça no horário de pico, você vai começar a atrasar os pedidos e consequentemente perder clientes.

Não adianta ter a melhor comida da sua cidade se ela chega fria e com atraso de 2 horas para o cliente.

Eu sei bem o quão complexo é fazer um pedido chegar no prazo na casa do cliente. Quando montei meu restaurante em 2015, nós tivemos vários problemas com entregas atrasadas e lidar com os motoboys também não é fácil.

Lembro bem quando o movimento estava forte no sábado e um motoboy me ‘dava um cano’, muitas vezes tive que pegar meu próprio carro para entregar os pedidos (quem nunca fez isso né).

Na época cheguei a pensar que nunca mais teria um ‘almoço em paz’ de tão estressante que era o nosso horário de pico, porém depois de muito trabalho nós conseguimos resolver isso.

Criamos um sistema para controlar entregas e motoboys que chamamos de Foody Delivery. Este software levou nosso delivery da água para o vinho.

Mas quanto eu pago para o iFood?

O iFood cobra comissão sobre o valor total dos pedidos, ou seja, o preço dos pratos somados à taxa de entrega.

Essa cobrança é aplicada sobre todos os pedidos concluídos no sistema do iFood e calculada de acordo com o definido em contrato em vigência de seu restaurante.

Geralmente esta comissão é de 12% em cima do que você vender pelo iFood, porém esta taxa pode ser melhorada em algumas situações ou negociações específicas.

O meu restaurante era uma franquia. Então, por existirem várias unidades da rede usando o iFood, nós tínhamos um contrato diferenciado. Nós pagávamos em torno de 10%.

A comissão chega pra você via boleto mas isso pode variar, como alguns clientes podem pagar o pedido diretamente pelo iFood (pagamento online), o iFood precisa repassar os pedidos com pagamento online para você, então neste caso ele deduz a comissão deste valor e deposita o valor na sua conta corrente diretamente.

Conclusão

O iFood realmente funciona e aumenta suas vendas, mas nem tudo são flores. A comissão de 12% pesa no faturamento e a maioria dos proprietários de restaurante reclama deste valor.

Não esqueça também de olhar com cuidado as suas entregas quando entrar no iFood. Suas vendas vão aumentar e por isso seu processo de entrega deve estar redondinho para você não ter problemas.

A Foody Delivery pode te ajudar muito nisso, clique aqui e saiba mais.